- V - | The Terror Personal Games

Diga um pouco sobre você, e conheça os outros integrantes do fórum! Clique aqui e apresente-se!
Vamos trocar idéias, debater, faça-se ouvido! Clique aqui para entrar!
Quer jogar e não sabe como? Procura vaga para algum jogo? Entre aqui e deixe seu recado!

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Dan - O enforcado

Ir à página : Anterior  1, 2

Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

26 Re: Dan - O enforcado em Qua Set 14, 2011 10:21 am

paozinhodebatata


Neófito
Neófito
- Tem razão...
Aceitava Dan, com um pouco de receio, o convite. Talvez os anos de obediência a Romanescu deixaram-no mais controlável, ou então o fato daquele rapaz ser um nobre estava atiçando a cobiça de Dan. O problema é que Dan não tinha racionalidade o suficiente para compreender isso.

27 Re: Dan - O enforcado em Qui Set 15, 2011 7:41 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Os dois seguem pelas vielas da cidade até chegarem a Taverna Jardim de Orfeu localizada próximo ao acampamento. A entrada da taverna era suja e mal cheirosa e não era possível ver, ou mesmo acreditar que, um homem como o que acompanhava Dan entrando neste lugar. Tanto que mesmo Dan havia descartado totalmente este lugar como um possível ponto de ganhos.

Ao entrarem na taverna Dan se surpreende com o interior. Peças de ouro e prata decoravam toda a taverna. Muitos nobres e algumas pessoas que também possuiam pose e postura de nobres ou mercadores com muitas posses se confraternizavam neste lugar.

Porém as pessoas tinham uma atitude diferente das outras tavernas as quais Dan já entrara em sua vida. Eles pareciam mais distantes de Dan eles tinham algo que os tornavam diferentes. O olhar, o olhar de um guerreiro experiente, era isso que Dan pensava. Aqueles homens tinham o olhar de guerreiros experientes.

Enquanto Dan observava a tudo e todos era conduzido pelo cavaleiro até uma mesa no centro do salão.

- Então Dan. - disse o homem quebrando o transe do jovem. - Antes de mais nada deixe-me me apresentar me chamo Conde Mihael. Sou o patrono de toda esta região. Sei que chegou com o circo a cidade a poucos dias. Estava realmente interessado em conhecê-los, o que achou da cidade? Ah mas claro, perdoe-me a minha falta de decoro. Gostaria de beber e comer alguma coisa? O leitão da casa é fabuloso. Não irei acompanhá-lo pois já ceei hoje e ainda faço a digestão de minha refeição.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

28 Re: Dan - O enforcado em Sex Set 16, 2011 11:24 pm

paozinhodebatata


Neófito
Neófito
Lembrando-se do que o médico disse sobre seu amigo, Dan resolveu evitar as comilanças por um tempo:
- Hum... Eu estou sem fome... Mas não recusaria uma bebida! O que você recomenda daqui???

29 Re: Dan - O enforcado em Ter Out 04, 2011 7:50 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O cavaleiro, observa o jovem enquanto responde
- Eu recomendaria para comer um leitão e bebesse uma cerveja escura. Mas como está sem fome beba a cerveja, é a melhor de toda a região. Mas me diga meu jovem, é um forasteiro pois nunca o vi na cidade antes. De onde vens? O que fazes para ganhar a vida? Procura por emprego na cidade? Vamos meu jovem fale um pouco de você.

Mihael ao reparar que uma atendente passa por ele, a segura impedindo que continuasse o caminho e diz galanteadoramente:
- Luz da lua, você poderia trazer uma caneca de cerveja escura para meu jovem acompanhante e uma garrafa de vinho para este seu humilde servo?

A jovem que a princípio olhara para Mihael com desdém ao reparar quem a segurara sorri para o Conde e responde ruborescendo:
- Conde Mihael... mas é claro que eu servirei ao senho e ao seu acompanhante. Desejam mais alguma coisa.

- Por hora minha luz da lua, apenas seu sorriso. Não é mesmo meu amigo?


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

30 Re: Dan - O enforcado em Ter Out 04, 2011 1:27 pm

paozinhodebatata


Neófito
Neófito
Aquele era um lugar de classe. Mas Dan não era bem um cara de classe. Ele teve que se esforçar pra não dar em cima da Luz da Lua, e assim ter que pagar a cerveja que seria de graça:
- Sim... Somente seu sorriso!
Ele sorria de volta de um jeito meio artificial para a atendente enquanto ela saía de lá. Finalmente ele retornou a conversa:
- Pois bem... Eu sou do circo de Romanescu!
Notava-se nessa frase como ele "amava" o seu trabalho. E ele seguiu com um dos slogans:
- "Aonde a sua alegria é a nossa alegria!"

31 Re: Dan - O enforcado em Seg Out 10, 2011 9:34 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O tom da resposta de Dan, fez com que Mihael sorrisse contidamente, fazendo com que Mihael aproveitasse a oportunidade e fizesse uma proposta:

- Pois bem jovem, percebo que não é muito fã do trabalho que realiza. Eu por minha vez sou um homem que gosta de proporcionar esperança para o povo. Gostaria de saber jovem, se desejaria largar sua vida atual itinerante de membro de uma trupe por uma vida fixa dedicada a labuta por algumas moedas semanais?

Mihael olha para o salão buscando a mulher que os servia. Ao encontrá-la ele volta a olhar para o jovem a sua frente e continua:

- Ela se chama Thereza, chegou na cidade quando ainda era uma criança junto com sua família vindos Varsóvia. Antes de eu me integrar às tropas que marcharam para a Cidade Santa na Quinta Cruzada. Naquele tempo eu ainda não era o Senhor destas terras, título carregado por meu finado pai.

Mihael faz uma pequena pausa respeitosa, para continuar:

Ele não tinha a mesma postura que eu tenho para com o povo. Ele era um senhor tirano. Ele soube por um mensageiro de um amigo que era o Senhor da cidade natal da jovem que a família havia fugido para nossa terra, pois eram ladrões. Foi dito a meu pai que o pai de Thereza havia roubado o caduceu que representava a família do Senhor de Varsóvia. Então meu pai sem ao menos procurar saber a verdade enviou soldados para a casa de Thereza.

Ele olha novamente para a jovem e torna a olhar para Dan.

- Eu ao saber disso parti na frente dos soldados e ajudei Thereza e sua mãe fugirem mas o pai dela resolveu ficar e sofrer a punição terminando a caçada a sua família. Na verdade, o pai de Thereza não havia roubado nada, mas em defesa da honra de sua esposa e filha, havia atacado o senhor de Varsóvia e fugido com elas.

Ele respira fundo olhando para Dan e completa:

- Desde então Thereza e sua mãe trabalham para mim. Thereza me acompanhou durante as Cruzadas cuidando de meus pertences enquanto sua mãe abriu esta estalagem com o dinheiro que Thereza recebia por seus trabalhos.

- Então jovem se estiver disposto a trocar sua vida itinerante por um trabalho aqui? Mas me diga o que sabes fazer?


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum