- V - | The Terror Personal Games

Diga um pouco sobre você, e conheça os outros integrantes do fórum! Clique aqui e apresente-se!
Vamos trocar idéias, debater, faça-se ouvido! Clique aqui para entrar!
Quer jogar e não sabe como? Procura vaga para algum jogo? Entre aqui e deixe seu recado!

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Anselm - A Sombra

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

1 Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 11:26 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Inverno de 1228

- Anselm! Anselm! Onde você está!

A voz era conhecida mas Anselm não conseguia se mexer ou falar. E cada vez ela parecia se distanciar. Seus olhos já não lhe mostravam nada. E a dor, ela também passara. Sua mente começava a percorrer sua vida, era o prenúncio do seu fim. Enfim se encontraria com sua mãe...

Esse pensamento o levou para o dia no qual perdera sua infância sua vida. Mal acabara de largar as fraldas e se via sozinho nas ruas. A alguns dias haviam enterrado seu último parente vivo. A pessoa que sempre o protegeu e encheu de carinho e afeto estava morta.

Solitário e sem perspectivas, aos quase seis anos completos, Anselm buscava meios de sobreviver. Nada sabia do mundo apenas que ele era mau, lhe tirara seu pai que nem chegou a conhecer. Sua mãe, agora retirada da sua vida para salve-lhe de um cavalo que o pisotearia.

Estava brincando na cidade, quando houve uma confusão, homens brigavam para saber quem compraria alguns cavalos no mercado da praça. Enquanto isso Anselm e sua mãe faziam compras, sua mãe estava comprando algumas tâmaras e romãs quando um dos cavalos começou a se debater assustado, e cada vez ficava mais irritado e acabou por se soltar, junto com ele outros também fugiram em disparada.

Anselm alheio a tudo se divertia com uma bola feita de trapos indo na direção da rua, os cavalos partiam em disparada como um estouro. A mãe de Anselm num ato de heroímo corre para salvar seu filho empurrando-o para o outro lado, mas não fora rápida o suficiente e acaba pisoteada pelos cavalos.

Naquele dia Anselm ficara só no mundo.

Alguns amigos de seus pais o ajudavam dando-lhe o que comer e o que vestir, mas faltava-lhe sempre o amor de sua mãe e os limites que somente os pais conseguem ensinar aos filhos.

Suas lembranças o levam ao dia em que perdeu sua liberdade.

Era uma noite estrelada que contrastava o que foi o dia em que a chuva não parara por um só momento. Jerusalém estava tensa, dava para sentir a cidade. E para Anselm que agora vivia nas ruas junto a outros com a mesma sorte sabia que não eram bons sinais. Hassim era o líder do grupo em que vivia, cada um dos meninos tinha sua tarefa e a tarefa de Anselm era conseguir o que comer para a manhã seguinte.

Anselm então parte para o centro da cidade em busca de restos ou frutas fáceis para furtar. Foi a primeira vez em que ele viu aqueles olhos ele se lembra. Estava percorrendo um beco voltando para o refúgio quando ele reparou que havia uma movimentação estranha próximo ao seu destino.

No meio da escuridão ele jurava ter visto olhos vermelhos que olhavam para ele. O medo percorreu-lhe o corpo, o cheiro de sangue era forte. Ele correu, com todas as suas forças correu o mais veloz que podia. Ele conhecia bem os atalhos daquela região. Mas sentia que aquilo estava se aproximando. Foi quando conheceu Ibrahim.

- Venha garoto, entre aqui! - disse o homem abrindo uma porta, puxando-o. - Nestas noites de lua dourada não é seguro andar pelas ruas. Fique e se aqueça. Alá foi providente ao pô-lo em meu caminho. Samira! Samira! Leve este jovem para tomar um banho e dê-lhe roupas e comida. Após se alimentar leve-o até minha sala de estudos!

Samira era a esposa de Ibrahim, ela o tratara desde o primeiro minuto como uma mãe, talvez por isso ele tenha gostado dela e aceitara de bom grado tudo o que o fora orferecido. Naquele momento Anselm se sentiu inconsientemente seguro.

Após banhar-se e comer foi levado até o seu salvador.

Ibrahim estava sentado em confortáveis almofadas e com um sinal com a cabeça Ibrahim fez com que a mulher saísse e então se virando para o jovem diz:

- Meu filho, me chamo Ibrahim Autollah. Sou dono de uma loja de tecidos. Como se chama? E onde está sua família?



Última edição por AlexBarros em Ter Jun 28, 2011 12:25 pm, editado 1 vez(es)


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

2 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 2:26 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Estava ficando tudo escuro, podia ouvir mas não enxergar... na medida em que meu sangue se esvaia e a escuridão me dominava conseguia pensar apenas na minha mãe, não me lembrava dessa mulher direito, apenas muito pouco, mas acho que a amava...

Laços de Sangue... não ha Homem ou Deus que possa explica-los

---------

Acostumava acompanhar minha mãe pela feira de Jerusalém e em um desses dias algo deu errado, alguma confusão. Lembro-me de ter ficado parado como o tolo que fui, sem reação, em frente as bestas desgovernadas, fui salvo pela minha mãe, mas nós dois pagamos um preço caro... a vida dela.

Tento acreditar que não exista cidade nesse mundo que seja facil para um Órfão... a fome é inexplicavel ela lhe corroi por dentro o forçando a sucumbir aos poucos, as noites são frias e solitárias elas tendem a te tirar toda esperança em dias melhores. Mas em Jerusalem cada um anda com os seus e não existia exceção para meninos desafortunados.

Mas aquela noite mudou tudo. Minha memória passa longe de ser "Perfeita" mas a sensação que percorreu meu corpo ao ver aqueles olhos permancem frescas na minha Alma. Puro medo, o sinistro percorria meu corpo, os olhos me encaravam como se fossem me cortar em pedaços...era mais rapido que os guardas, talvez fosse capaz de me pegar... Foi o Mestre Ibrahim que o despistou.

Após "aquilo" ir embora me lembro de questiona-lo sobre o que havia acontecido, não me respondia, apenas dava conselhos, dizia que não era seguro, que eu podia passar a noite la, me oferecia cuidados muito além do que outros ofereciam. e sua esposa me dava segurança.

--Anselm... Minha mãe me chamava de Anselm... Eu olhava pro chão me sentindo marginalizado-- não tenho familia senhor, Deus os levou

huh tragico!.

3 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 2:52 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Ibrahim, observava aquele grupo a algum tempo, sabia que lá existiam talentos promissores para os negócios. Naquela noite ele iria saber se suas suspeitas estavam corretas, afinal a "besta do deserto" costumava se alimentar em noites como aquela que se anunciava. Ele mesmo outrora já sobrevivera a um encontro e sabia que o destino iria trazer até sua porta o seu sucessor. Como ocorrera com ele e seu mestre.

Observando o menino parado a sua frente muito se via nele. O olhar sem esperança, a subserviência daqueles que nada tem e recebem um pouco de alento. "Esse menino é perigoso..." - pensava enquanto se dirigia até o jovem

- Anselm, então este é o seu nome meu jovem. Gostaria de servir como mensageiro para essa casa? Lhe ofereço, comida, roupas, um lugar para dormir em segurança. Reparei que é bem rápido e ágil. Está de acordo?


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

4 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 3:13 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Acreditam que Maomé foi visitado pelo Anjo Gabriel e que então recebeu instruções como Profeta...

Nas devidas proporções, Ibrahim foi o meu Anjo Gabriel, Me deu abrigo e o que comer... me deu um sentido.

--O que tenho que fazer senhor!?

Não sei como teria sido minha vida se esse dia não houvesse ocorrido, mas entre nós dois... talvez não tivesse sobrevivido

5 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 4:28 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Ibrahim olha para o jovem e deixa escapar um sorriso enquanto fala.

- Por ora meu filho vá descansar amanhã terá muito o que fazer. Teve um dia longo e perigoso. Agora precisas descansar seu corpo jovem para ganhar força e vigor. Presumo que ainda não saibas ler. Amanhã irei contratar um tutor para você. Para que ninguém em todo o Império diga que um Ibrahim não educa seus servos.

Ele chama a mulher que rapidamente o chega até o cômodo onde estavam:
- Leve o jovem Anselm, para um quarto. Providencie roupas para ele. A partir de hoje ele fará parte de nossa casa. Pela manhã leve o menino até a cozinha e ensine-o os andamentos da casa. Eu irei buscar um tutor para ensiná-lo a ler e escrever.

Ibrahim se vira para o jovem e pergunta:
- Segues a fé de Maomé, meu jovem?


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

6 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 08, 2011 6:34 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Se você for um tolo, como eu sou, é só na hora da morte que você se da conta de certas coisas

Eu não sou perfeito, ninguém é. Deus sabe disso, mas ele espera que sejamos! todo dia ele pede a perfeição, todo dia temos que dar o nosso melhor e sempre falhamos em satisfaze-lo.

Nunca o vemos cara-a-cara mas temos que confiar em sua palavra.

No final do dia Deus cometeu mais pecados que eu e você.

Desde que nasci me ensinaram que sou cristão e daonde eu venho, mas Jerusalém sempre vai ser meu lar.


--------------------------------------

--Ler?.

Tutor, Ler, Escrever, palavras que não faziam sentido pra mim, ele podia apenas me dar um lar e comida seria o suficiente. Ibrahim realmente me acolheu, eu queria agrada-lo... tinha medo de deixa-lo irritado, o que ele me oferecia naquela noite transcendia tudo, mas na minha inocência falei a verdade
--...Minha Mãe era Cristã...

7 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 7:32 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Ibrahim aguardava a resposta do jovem. Sabia quem foram os pais do garoto, a muito vivia observando a cidade, sua cidade. Nada fugia a seu conhecimento. Portanto aquela fora uma pergunta que diria mais sobre o verdadeiro caráter do jovem do que verdadeiramente sua fé.

A resposta verdadeira do jovem gerou um sorriso no rosto de Ibrahim, ele havia passado. Era um jovem que não mentiria para ele, pensava. Era realmente um diamante bruto a ser lapidado e moldado.

- Meu filho. Não desejo convertê-lo a minha fé. Desejo que aprendas sobre a fé a qual pratico, sem retirar a sua crença e a lembrança de seus antepassados. Se Allah me trouxe um cristão para que eu o ajudasse ele sabe o motivo.

Ele se aproxima do jovem, dá-lhe um beijo na testa e diz:
- Agora vá. Boa noite.

Assim foi o primeiro encontro com Ibrahim, o homem que o dera um lar, educação e segurança.

---

A dor, a dor voltara. Seu corpo fraco, não tinha mais forças para lutar... lutar... era a única coisa que sabia. Sempre fora um lutador. E com isso aprendeu antes mesmo de encontrar Ibrahim que somente os fortes e os vencedores sobreviviam. Antes de conhecer Ibrahim ele era como uma barra de aço. Forte e rija.

Mas Ibrahim o ensinara, horas a fio. A todo momento. Em cada aula ao aprender a ler e escrever. Tanto no idioma dos árabes quanto no latim, alemão e italiano. Ele tinha de saber ler. Ler para conhecer seu inimigo, como ele pensa. Ler para saber o que era importante e o que era irrelevante.

Mas tinha de ser forte, ágil e preciso. Por isso começou como mensageiro. Devia correr pela cidade para entregar as mensagens de Ibrahim antes do início das aulas ou era castigado. Seu corpo bem se lembra dos castigos contra a carne por demorar. Ou ainda quando demorava para chegar por ficar conversando com alguém e perdia a hora das refeições.

Nem mesmo a Srª Samara ousava quebrar os castigos. Ela também o recriminava e o castigava quando cometia suas travessuras. Quando o ódio irracional daquelas pessoas povoava seus sentimentos. Samara o tratava com a doçura de uma mãe ao levar para seu filho uma sobremesa escondido.

A luta... ele se vê num dos últimos dias de seu treinamento de combate.

Como sempre Ibrahim havia pedido para ele levar uma mensagem ao capitão da guarda Hussain. Mas a mensagem deveria chegar antes da primeira oração. Era uma distância considerável. Ele nunca havia lhe pedido algo tão urgente. Já haviam meses que não era mais um mensageiro. Seu trabalho agora era ajudar com as compras, fazendo segurança das mulheres da casa quando elas iam ao mercado.

Essa ordem lhe dera uma certa revolta. Mensageiro era trabalho de criança e agora ele já era praticamente um homem. Já tinha 14 anos o que
aquele velho pensa que ele é... pensava enquanto corria para chegar ao ponto de entrega.

Algo porém o chamava a atenção. Alguém o seguia, furtivamente às sombras. Não importava qual caminho ele seguia aquela presença sempre a espreita lhe causava um grande desconforto...



_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

8 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 10:11 am

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Ibrahim sempre demandava disciplina "Mente sã, corpo são". Eu sempre me esforçava o maximo para não decepcionar meu Mestre e não me enfiar numa situação de castigo. Quando falhava tentava aprender com meus erros, para que eles não se repetissem e quando não suportava minha própria falha, Samara estava la por mim... dando o apoio que as vezes uma criança precisa.

-------

Eu ja era um Homem e sobre os cuidados de Ibrahim, cresci bém. Mas tudo era sempre um teste, era como se eu fosse uma eterna criança que nunca estaria pronta aos olhos do "Grão-Mestre Autallah". A distância era sim longa, mas eu mesmo podia escolher uma criança que fosse capaz de cumprir com o trabalho.

Mas eu tinha que seguir as ordens, Independente de concordar ou não com as Palavras de Ibrahim elas deviam ser seguidas e não questionadas. Corria pelas vielas cortando a cidade como uma faca, atravessando muros e casas numa velocidade enorme. Até que para minha surpresa finalmente notava, alguém me acompanhava. algum tolo, se acreditava que fosse capaz de me espreitar.

com um sorriso no rosto dava um pique, dessa vez velocidade maxima, alternava o minimo da rota, apenas o suficiente para me aproximar de uma viela mas me manter próximo ao ponto de entrega. Uma vez na viela o caçador seria o caçado, demandaria explicações, veriamos quem era esse homem que ousava me seguir.

9 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 11:39 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm, parte como uma flecha em direção ao ponto de entrega, seu perseguidor o seguia. Porém a ação de Anselm surpreende seu perseguidor que seguia seus passos. O jovem havia entrado numa viela alterando o curso da entrega.

"Interessante, será que ele me percebeu?" - pensava seu perseguidor ao reparar que o jovem alterara o caminho.

Anselm se preparava para abordar quem o perseguia. Os segundos se tornavam horas enquanto aguardava em sua mente. No milésimo de segundo seguinte ao tempo de uma piscadela, um homem vestido como mercador carregando uma cesta com tâmaras entra na viela.

[off] vou precisar de uma rolagem de 5d10 sua agora. estou considerando Raciocínio+Investigação = 5 [/off]


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

10 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 12:15 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Gassway efetuou 5 lançamento(s) de dados d10 (Imagem não informada.) :
9 , 2 , 8 , 2 , 5

11 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 12:24 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm analisa o mercador e percebe que ele carregava consigo um objeto que não é muito comum para mercadores. Ele trazia uma lâmina escondida presa ao seu ante-braço esquerdo ocultada de forma improvisada, mas bem feita.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

12 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 12:40 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Antes de me questionar, abria um sorriso, Tolos sempre serão tolos. enquanto me movia sorrateiramente para subjulgar meu "caçador" infinitas questões surgiam na minha cabeça "Quem era ele e o que queria" e me parecia uma explicação satisfatória pra não ter sido uma criança a ser enviada para a missão

Anselm tentava subjulgar seu perseguidor lhe aplicando uma gravata com o braço esquerdo enquanto dominava a lâmina de seu adversário usando sua mão direita, Ameaçaria aplicar um ferimento letal nas costas com a própria arma do homem.

--Explique-se antes que minha paciência se esvaia.

13 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 1:00 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm rapidamente ataca seu perseguidor desejando imobilizá-lo. Porém o homem, estranhamente deixa que ele segure sua mão armada.

O que se passa é rápido, Anselm é surpreendido pelo homem que com sua mão que segurava o cesto, segura o pulso de Anselm, fazendo uma pressão num ponto de pressão o que causa uma grande dor, que é seguida de uma cabeçada no queixo, a qual ao esquivar-se Anselm por ato reflexo faz golpear o homem com a própria arma.

O homem olha para Anselm, agora os dois face a face. O sangue começa a correr pelo ferimento, profundo mas não mortal. Anselm ainda sente o punho direito dolorido, ele pensava que havia sido apenas tocado, mas observando sua postura defensiva, nota que uma agulha muito fina estava presa ao seu pulso.

Seu braço aos poucos começava a ficar "morto". Como se estivesse adormecido. Ibrahim já havia lhe contado sobre essas substâncias entorpecentes. Ele sabia que este homem não era um iniciante, possuía habilidades e uma estratégia bem definidas. E assim como ele não iria falar nada ele era a sua presa.

Agora os dois predadores entrariam em combate, Anselm sabia. E não haveria volta.

O homem a sua frente leva a mão até o ferimento, abaixando momentaneamente a guarda. Neste momento Anselm ataca. Uma sequencia de golpes, aparos e esquivas se sucedem. Parecia que ambos dançavam uma coreografia mortal.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

14 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 11, 2011 5:08 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Off: Heh acabou que so deu pra postar agora =/
--------------------------------------------------------
Era melhor que o estupido houvesse atendido as minhas ordens, não estaria sangrando como um porco se o tivesse feito.

Lhe encarava nos olhos, penetrava no fundo de sua alma para que as coisas ficassem claras a esse homem. ele não sairia dessa viela com vida. a dormência no meu braço começava a chamar minha atenção. --Covarde! projetava a voz enquanto arrancava a agulha. tão logo o tolo abaixava sua guarda. erro mortal!. investia com chutes mantendo seus braços.armas ou truques afastado de mim. meu braço pesava mas não doia nem sangrava, diferente da ferida do adversário.

Enquanto a dança se sucedia eu precisava apenas de uma nova brecha, talvez um pequeno abaixar de cabeças para respirar e meu joelho encontraria seu rosto. após o golpe o tolo teria que escolher, ser morto com a própria arma ou me responder.

15 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 12, 2011 2:15 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Os dois homens se fitavam neste momento, ambos sabiam que o combate se resolveria no próximo movimento. A tensão era palpável, e iminente. O garoto era realmente bom, pensava o homem ferido.

- Toda sorte termina. - ele diz ao garoto enquanto aponta com a cabeça para o sol que já ia nascendo, com ele a hora da primeira oração diária. - Vai perder a entrega. Então será tarde demais. Não vai conseguir acabar comigo tão rápido quanto pensa...

Ele aproxima o braço esquerdo do rosto sem tirar os olhos do jovem e com a boca remove de seu bracelete de couro outra agulha que fica prende entre os lábios.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

16 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 12, 2011 2:45 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
--Na minha velocidade?

Eu ria da cara do morto, eu poderia passar toda a manhã com ele e não perderia essa entrega, eu não falharia... Mas uma coisa estava certa, eu não tinha todo o tempo do mundo para esperar pelas brechas que viriam.

--Que seu Deus lhe dê piedade!

confiante nas minhas habilidades de combate claramente superiores, eu avancei, de forma brutal, sem piedade... ataque total. Seu rosto se desmancharia sob meus punhos e em breve seria apenas mais um corpo abandonado nas ruas da cidade.

Afinal ele estava certo, eu ainda tinha uma entrega pra fazer.

17 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 12, 2011 3:19 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
A impetualidade dos jovens. Ele ainda não estava pronto. - pensou.

Tudo não passou de alguns segundos, o jovem cheio de si atacou com tudo um ataque total. Anselm teve a impressão de que o mundo ficara mais lento, em sua cabeça, aquele homem estava praticamente morto. Mas a velocidade de seus movimentos demonstravam que ele estava alguns degraus ainda a sua frente na arte da luta, ele se movia como seu mestre em seus treinamentos de combate.

Seu soco seria perfeito, mas como uma cobra o homem seguiu seu movimento girando suavemente junto com seu movimento. Ele sentiu uma pontada em seu ombro, o mesmo que já tinha o antebraço "morto". No final do movimento, o homem estava às suas costas.

- Vá Anselm. Irá perder o pacote... - sussurou o homem ao seu ouvido.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

18 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 15, 2011 3:29 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia

É quando a cobra esta acuada que ela da seu bote final, eu deveria saber, me foi ensinado isso. Erro meu, Erro dele, o bastardo achava que brincaria comigo? Girava ignorando agulha no meu e tentando lhe golpear novamente,

19 Re: Anselm - A Sombra em Sex Abr 15, 2011 3:51 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm se surpreende ao desferir o ataque no inimigo, sua voz aparentava estar colada ao seu ouvido. Como um sussurro. Mas ao virar já com o golpe, o homem já estava muito distante sumindo por entre as últimas sombras da noite.

Uma última palavra lhe é proferida, pelo homem, e ele ouve novamente como um sussurro: "Al-Amin"


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

20 Re: Anselm - A Sombra em Dom Abr 17, 2011 12:44 am

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Minha cabeça era coberta por xingamentos, sua velocidade era sobrehumana, o que levantava ainda mais duvidas em meu interior sobre o "reles mercador", Tentando salvar parte do dia voltava a correr para completar a entrega, ainda restava tempo. eu só tinha que dar o meu melhor.

21 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 18, 2011 9:08 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm corre como nunca o fizera antes, a cada minuto que se passava a adrenalina aumentava, fazendo com que seus batimentos cardíacos se acelerassem.

O sangue corria pelo seu corpo numa velocidade alucinante, aos poucos ele tinha a sensação de que o mundo ficara mais lento. Ele se assustava com a impressão e parava. Subitamente ele reparou que havia percorrido uma distancia muito maior que o normal. Seu braço e pescoço não mais doíam nem estavam mais dormentes.

Havia uma sensação estranha, ele se sentia mais disposto.

Voltou a correr para seu destino. Lá chegando fez a entrega. O sol ainda não havia nascido. Ele conseguira.

Retornou a casa para suas atividades diárias. Assim que terminara seu banho, o jovem mensageiro Hussaim, um garoto que vivia nas ruas que também fora apadrinhado por Ibrahim chega até ele com um bilhete:

- A salamaleico, Senhor Anselm, tenho uma mensagem para o senhor. Um estrangeiro deixou aqui para entregá-lo. - diz o jovem olhando para o chão enquanto lhe estende um envelope branco.

- Aleikum essalã. - responde Anselm se aproximando do jovem.

Ele pega a carta e analiza o envelope. Nele um emblema sela a carta, seu símbolo é a Águia Romana. Dentro um convite.

"Senhor Anselm,
A muitos anos estávamos a sua procura, somos um grupo ocidental do qual faziam parte seus pais. Gostaríamos da sua presença numa de nossas reuniões. Nesta ocasião estaremos entregando ao senhor alguns pertences de sua família.
Estamos sediados em Acre, chegando aos portões procure por Alecsander Hölken. Um dos guardas lhe informará para onde deverá seguir.
Nos reunimos sempre nas sextas-feiras a noite. Aguardamos sua presença.
L.S."



_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

22 Re: Anselm - A Sombra em Seg Abr 18, 2011 11:36 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Pra isso eu fora treinado, superar adversidades, para controlar a situação. sempre. A sensação do sangue fluindo, a velocidade da respiração. O Mundo parasse para que eu pudesse atravessar, e assim eu fazia.

Não era meu dever questionar a urgencia para com o capitão da guarda, lhe entregava a mensagem quieto como o tumulo e retornava para o lar, Ibrahim responderia minhas duvidas mais tarde.
----------------------------------------------------------------------------------

--Como era esse estrangeiro?, certo, que a paz esteja com você.

Despedia-me do menino Hussaim e entrava na casa com a carta em mãos, A Aguia me abatia de curiosidade, quem seria representado por ela? Abria a carta e a lia em pé. O Legado de meu pai batia a porta e me convocava. Acabei por ler a carta duas vezes, meu pai era um homem simples que ja se fora a muitos anos. Se alguem passou pela dificuldade de encontrar seu descendente na Terra Santa, seus assuntos deveriam ser importantes... Talvez um homem que não conheça seu passado não possa esperar muito de seu futuro. A carta me compelia a ir para Acre rapidamente.

Ocultava a carta entre as minhas coisas e partia em busca de Ibrahim, Deveria reportar minha tarefa da manha e pedir um favor, Eu deveria partir para Acre ao nascer do sol e estaria de volta dentro de um par de semanas.

23 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 19, 2011 7:38 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Anselm sabia onde encontrar Ibrahim, então se dirige à sala de leitura. Todas manhãs Ibrahim passava nesta sala, conferindo as contas ou estudando as escrituras sagradas, até a hora do almoço quando se juntava a família para todos comerem. E então saía para a loja onde tratava dos seus negócios.

- Prazer em vê-lo meu filho! - diz para Anselm ao perceber que ele se aproximava. - A entrega foi feita dentro do prazo, como eu sabia que aconteceria. Algum fato a relatar?

Anselm podia ver que sobre a mesa entre os livros, havia uma adaga com o mesmo símbolo que existia no bracelete que prendia a adaga do homem que atacara durante a missão da manhã.

Curioso, Anselm começa a reparar mais nos detalhes que antes passavam desapercebidos na casa por ali morar e por já estar acostumado com eles. Em muitos lugares aquele símbolo estava presente, nas tapeçarias, nos escudos presos a parede, nos candelabros até mesmo nas jóias, sobretudo no anel que Ibrahim sempre portava.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

24 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 19, 2011 2:22 pm

Gassway

avatar
Harpia
Harpia
Ibrahim era previsivel, sua rotina permanecia sempre a mesma. Bastava ver a posição dos astros para saber onde encontra-lo

O Cumprimentava na sala de leitura, enquanto era questionado sobre a entrega meus olhos eram atraidos pelo simbolo de sua adaga, O Brasão no bracelete era o mesmo pertecente a Ibrahim, sém duvidas. Aproximava-me da mesa e pegava a Adaga tranquilamente para olhar mais de perto o simbolo.

--Sim.

Estendia-lhe a Adaga para que pudesse segura-la. --Alguém com o seu Brasão me seguiu pelas ruas hoje. Ou pelo menos tentou.

25 Re: Anselm - A Sombra em Ter Abr 19, 2011 2:58 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
"A impetuosidade dos jovens, sempre faz com que eles percam alguns trunfos" pensava Ibrahim.

- Vejo que mesmo com um caçador no seu encalço conseguiu fazer sua entrega. Se não tivesse o reparado estaria morto agora. Concluíste mais uma de suas etapas no treino. Porém, perdera muito tempo enquanto lutava contra seu perseguidor. Já me enviaram o relatório de sua missão. Mas pessoalmente fiquei feliz por ter conseguido golpear seu adversário. Muitos que tentaram falharam e hoje estão mortos.

Ibrahim olhava para o jovem a sua frente enquanto fazia uma pausa.

- Prepare-se hoje a noite o levarei para ser apresentado a fraternidade. Irá conhecer Al-Amin.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum