- V - | The Terror Personal Games

Diga um pouco sobre você, e conheça os outros integrantes do fórum! Clique aqui e apresente-se!
Vamos trocar idéias, debater, faça-se ouvido! Clique aqui para entrar!
Quer jogar e não sabe como? Procura vaga para algum jogo? Entre aqui e deixe seu recado!

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Tivadar Haugen - O Cruzado

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

1 Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 11:14 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Novembro de 1215.

Aquele fora mais um dia como todos os outros que sucederam desde que o Guilherme Hohenzollern um membro dos Cavaleiros Teutônicos viera pessoalmente testar uma de suas espadas e o surpreendera durante um treinamento.

Tivadar Haugen, em nenhum momento desde então se permitira esquecer as palavras do primogênito da casa de Hohenzollern: "Esta é sem dúvidas uma das mais equilibradas espadas a qual já testei meu bom homem." Proferidas quando o nobre testara uma das suas espadas. Tampouco esquecera o convite feito pelo mesmo homem de juntar-se ao seu exército na Santa Cruzada que se iniciaria em alguns meses.

Porém a noite guardava uma surpresa para Tivadar.

Eram por volta das 22:00 quando um jovem sujo de lama e fuligem batia a porta de sua casa. Uma forte chuva caía e em alguns momentos a escuridão era rompida pelo clarão de um relâmpago que precedia um estrondo como se nos céus uma forja trabalhasse sem parar.

- Mestre Haugen, por favor nossa casa... Eles, eles... - dizia chorando o jovem filho dos Hölken seus vizinhos - Eles mataram meu pai e pegaram minha irmã e minha mãe. Eu consegui fugir e corri o mais rápido que pude para buscar ajuda... Vamos mestre Haugen... por favor........

As palavras do jovem são interrompidas enquanto o jovem cai inconsciente a porta. Ao olhar mais atentamente Tivadar repara que o jovem havia sido esfaqueado pelas costas e a adaga ainda estava presa num local onde não pudera alcançar, mas o desespero pela vida dos seus familiares foi tão forte que o impulsionara até sua casa ainda com forças para dar-lhe o aviso.

A casa dos Hölken não era muito distante a apenas uns 10 minutos de caminhada leve para ele já acostumado as trilhas. Os Hölken nunca tiveram problemas com ninguém até então. Pensava Tivadar...



Última edição por Kether em Qui Mar 17, 2011 7:29 am, editado 4 vez(es)


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

2 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 12:01 pm

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Tão logo o pensamento esvanece, Tivadar verifica se o jovem Hölken continua vivo. Com a confirmação do que imaginava, alcança sua espada, veste um chapéu e segue em direção à cabana da família do jovem.

Durante todo o trajeto, ainda ecoava em sua mente a proposta feita pelo nobre Guilherme Hohenzollern. "Seria muito melhor atestar minhas espadas a simplesmente testá-las. Devo aceitar esse convite tão logo Lord Hohenzollern retorne." - pensa Tivadar voltando sua atenção para a trilha.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

3 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 12:23 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Tivadar, caminha reflexivo até avistar a cabana dos Hölken que a cada relâmpago era iluminada no meio da escuridão.

Ao se aproximar cautelosamente um relâmpago revela a sua frente um corpo caído com uma lança que transpassava seu peito, ele se aproxima do corpo e reconhece as feições do seu velho amigo o patriarca da família Hölken. Pela forma que o corpo fora deixado a lança atravessou-lhe o peito num golpe pelas costas e tamanha força para o golpe seria possível apenas caso o atacante estivesse a cavalo.

Um brilho revela um objeto preso ainda na mão do velho amigo. Ele se aproxima e vê um colar que o velho amigo ainda firmemente mantinha em seu poder.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

4 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 12:35 pm

Giovanni

avatar
Admin
Admin
O aumento da cautela é diretamente proporcional à proximidade do corpo de seu velho amigo. Quando próximo o suficiente, Tivadar se agaixa para pegar o colar que o morto segurava, já se preparando para adentrar à cabana.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

5 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 1:37 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Tivadar, com uma certa dificuldade remover o colar das mãos de seu amigo, e repara que é um colar grosso de prata com uma medalha de Santo Agostinho. Um colar muito caro para as posses de um camponês.

Ele se vira e começa a se dirigir cautelosamente para a cabana, um forte odor acre preenche o ambiente. Ele se aproxima pela frente, como suspeitava a porta está aberta com algumas marcas de cortes possivelmente feitas para arrombá-la. Ele entra na casa e encontra mais um corpo de um homem caído com as mãos no rosto como se tentasse se proteger de algo e muitas queimaduras além do chão molhado.

Mais a frente encontra o corpo da esposa do Sr. Hölken caída semi-nua envolta numa poça de sangue com o pescoço cortado.

Ele olha novamente para o corpo do homem, ele trajava uma túnica nobre negra aveludada. Na sua mão esquerda trazia no dedo anelar um anel de bronze grande. Ao seu lado caída no chão a bainha para espada longa ricamente ornada sem a espada. Porém seu rosto fora desfigurado com as queimaduras. Mesmo assim era possível reparar que ele possuía a compleição física similar a sua passariam por irmãos de certa forma.

Um som abafado, como um saco de tecido grosso cheio caindo no chão. O chama a atenção. O ruído vinha de um cômodo mais ao fundo da casa. Possivelmente do quarto de dormir.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

6 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 3:14 pm

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Tivadar se espanta com um corpo tão parecido com o dele estirado no chão da casa, mas antes de se aproximar do corpo, um som surdo no quardo chama sua atenção. Tivadar pega o robusto anel de bronze, a baínha caída no chão e se dirige ao quarto. "Posso tentar intenditificá-lo por esse anel amanhã, quando o dia estiver claro."

A ansiedade toma conta de todos os outros sentimentos enquanto a porta é aberta vagarosamente pelo ferreiro.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

7 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 02, 2011 3:28 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
A cena que se mostra a frente de Tivadar é aterradora.

Ao abrir a porta ele vê o corpo da filha mais nova dos Hölken caída morta decaptada e um homem pendendo morto numa forca com uma bíblia em latim caída abaixo de seus pés. Ele trajava as vestes dos Cavaleiros Teutônicos, algo que era impossível não se reconhecer já que sobre a armadura trajava a túnica característica branca com a cruz negra.

Um relâmpago ilumina o campo do lado de fora por uma fração de segundos. Nesse tempo Tivadar parece que vê um homem do lado de fora correndo puxando uma perna para a lateral da casa.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

8 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 03, 2011 12:05 pm

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Ao entrar no quarto, a mente de Tivadar dá algumas voltas em torno de si mesma, a cena é um tanto quanto forte para um homem que havia visto poucos corpos até então. A bonita filha do Sr. Hölken decaptada aos pés de um cavaleiro de Deus enforcado era algo forte demais para Tivadar aguentar.

Seria honroso se Tivadar saísse dali para perseguir o homem que achava ter visto correndo ao lado da cabana, mas em seu íntimo, ele sabia que estava indo atrás do homem pois julgava ser menos aterrador do que permanecer ali parado, frente a tamanha desgraça.

Sentindo náuseas, com as mãos suando, o coração batendo aceleradamente, Tivadar sai à passos largos atrás do homem que julgava ter visto.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

9 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 03, 2011 1:59 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Com passos pesados Tivadar sai da cabana em busca do estranho ao qual julgava ter visto. As batidas de seu coração lhe pareciam que podiam ser ouvidas como se um batalhão de cavalaria estivesse passando pelo local. Uma explosão de adrenalina fazia com que sua percepção fosse alterada. Seus sentidos respondiam de forma diferente ao que havia aprendido.

Rápido como um cavalo de batalha Tivadar investe contra o estranho manco que surgia a sua frente, virando da lateral ficando frente a frente com o forte mineirador.

Um velho com o olhar amedrontado. Essa é a visão que Tivadar tem. Este velho como ato reflexo ao ver o forte guerreiro suspende os braços com as mãos abertas gritando: "Ni fydd Arglwydd lladd fi!!!*¹"

Em lágrimas o velho se prosta dizendo: "Os gwelwch yn dda achub fy mywyd ... Peidiwch â dweud wrth neb beth welais ...*²"


<off>
*¹ --> "Senhor não me mate!!!" - traduzido do Galês
*² --> "Por favor poupe minha vida... Não contarei a ninguém o que eu vi..." - traduzido do Galês
<\off>


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

10 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 10, 2011 7:48 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Um misto de ódio e frustração passa pela mente de Tivadar.

"O que é que você está falando? Fale em alemão homem!" - vocifera ele para o velho.

"Um homem nessa idade não teria força para fazer as coisas da forma como foram feitas... esse velho não tem culpa nenhuma..." - pensava Tivadar.

"Se não foi você quem fez isso, me fale quem fez e eu vou atrás dele em vez de ficar perdendo tempo aqui!!!". A adrenalina que Tivadar não conseguia conter começava a machucar o velho à medida que ele era apertado e puxado pela gola de suas vestes.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

11 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 10, 2011 8:10 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O ancião solta um grito de dor com o aperto de Tivadar ao seu braço. Lágrimas de dor e desespero vertem pelo rosto do simplório homem. Ao ser sacudido de suas vestes cai um objeto que faz um ruido seco ao tocar o solo.

Com um sotaque muito carregado o velho tenta falar alguma coisa no idioma do gigante opressor:
- Mestre meu morto... criança demônio... matar todos! - diz com o pânico no olhar ao se lembrar dos eventos que vira até pouco tempo.

Ele se debate tentando se livrar do homem que o prende, tentando alcançar seu objeto caído.

Tivadar olha como ato reflexo para o objeto que o velho tentara em vão alcançar e vê um terço franciscano de madeira caído no chão.


<off> terço franciscano</off>


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

12 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Seg Mar 14, 2011 2:12 pm

Giovanni

avatar
Admin
Admin
"Calma homem, não tenho intenção em lhe fazer mal, pelo menos não antes de te ouvir e entender seus motivos." Fala Tivadar sabendo que o homem não iria entender muita coisa.

Depois de afrouxar as mãos, Tivadar se agaixa, pega o terço e entrega para o monge. "Você disse criança demônio, o que quis dizer com isso? Quem matou essas pessoas?" Tentando parecer menos agressivo, apesar da adrenalina ainda estar cobrindo a maioria dos seus pensamentos, Tivadar olha com um pouco mais de calma sobre a situação.

Tivadar larga o homem e embainha sua espada na bainha que pegou no chão da casa.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

13 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Seg Mar 14, 2011 2:30 pm

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O olhar do ancião passa do terror para a completa perplexidade ao ouvir as palavras do homem a sua frente. Um relâmpago ilumina o local permitindo que ele veja melhor seu atacante. E fala no idioma desta vez com uma perfeição típica de um homem erudito, porém com um leve sotaque de quem tem o idioma latino como origem.

- Meus olhos parecem que me traem. - diz coçando os olhos. - Então não és Sir Mac'Alister, o Impiedoso Príncipe da Gália?

Ele olha novamente para o estranho homem a sua frente cuja a aparência era idêntica ao nobre por quem procurava até bem pouco tempo, conforme fora enviado pelos seus superiores.

- Quando cheguei aqui vi um vulto que parecia com uma criança desaparecendo em direção às árvores. Ouvi barulhos na casa e me apressei em chegar lá, porém caí devido ao chão escorregadio da chuva e torci meu joelho esquerdo. Ao me levantar reparei que estava sujo de sangue, pois eu havia tropeçado no corpo de um cavalo que fora morto. Então resolvi me aproximar da cabana para ver o que acontecera. Foi então que o vi. Então me dirigi ao seu encontro, pensando ser Sir Mac'Alister. Por isso falei na língua do mesmo. O restante já sabe.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

14 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 8:33 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
"Calma homem. Qual é seu nome?" - diz Tivadar, se espantando com a reação do velho.

"Talvez eu não seja quem você está pensando que eu seja. Meu nome é Tivadar Haugen, sou filho de Ernö Haugen, ferreiro e filho de minerador. Não se confunda com a minha baínha, apenas a achei no interior da cabana." - Diz ele esperando a reação do monge.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

15 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 8:57 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O velho monge observa atentamente o estranho de nobre coração a sua frente. Nele ele encontra o porte natural de um nobre em sua postura e ação. Pelo menos nas desejadas ações, que eram muito diferentes que as exaltadas pelos menestréis, vistas na realidade. Ações que só visavam seus próprios interesses em detrimento dos interesses do povo.

Por alguns momentos de meditação ele reparou o quanto eram similares os nobres e o alto clero, nisso se lembrou do motivo pelo qual fora enviado pelo seu superior a encontrar o nobre e segui-lo em viagem à Terra Santa.

A muito Frei Domenico havia perdido não sua fé, mas sua crença na Igreja Católica. Ele pensava como Frei Francisco, onde o homem religioso deveria seguir os passos de Cristo, e não ostentar o luxo e riqueza. Mas sim levar o amor de Deus aos menos favorecidos, cuidando dos leprosos, mendigos. O que causara nos homens influentes de Paris um grande incômodo, principalmente em seus irmãos dominicanos. O que causou seu desligamento da Universidade de Paris, mesmo com a intervenção de seu amigo Frei Alexandre de Hales sendo-lhe favorável.

Ele viu neste homem, tão parecido com o nobre que devia seguir a chance de levar seus dogmas a uma esfera antes inatingível e formulou um plano rápido para tal.

- Prior* Haugen, vejo que és um homem de princípios, me chamo Frei Domenico. - ele faz uma breve pausa e segue. - Poderia ter mentido para este humilde servo de Deus. Se passando por um outro homem, ou até mesmo poderia me atacar quando eu estava demonstrando que estava desarmado e prostrado frente ao senhor. Poderíamos seguir para um local seguro desta tempestade? Então poderemos conversar assim que terminar de dar um descanso para as almas destes mortos, e tentar entender tudo o que acontecera aqui nos últimos momentos. - diz levantando com certa dificuldade.


<off>
* O Prior é o guia, o chefe de um grupo ou o superior de uma ordem religiosa ou militar . O termo deriva do latim prìor, óris "primeiro de dois" ou "aquele que está na frente" .
No Medievo, em algumas comunas italianas, os priores eram os integrantes do órgão de governo da cidade.
</off>


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

16 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 9:09 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Perplexo com a repentina calma do monge que há pouco estava em estado de choque, Tivadar concorda com a conversa em um lugar mais confortável e aquecido.

Ajuda o frei no enterro dos corpos e aguarda sentado na soleira da porta que o religioso faça seu trabalho.

Assim que ambos estão prontos, Tivadar convida o homem para ir até sua casa, havia mais um enterro a se fazer. E talvez alguma bebida quente à beira da lareira.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

17 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 10:00 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
O homem da igreja segue calado durante todo o difícil caminho até a casa de Tivadar. Se recordando de quando preparou os corpos da cabana dos Hölken. E que trouxera consigo a espada e o cordão de ouro de Sir Mac'Alister, que seriam importantes para dar seguimento ao seu plano.

Quando chegam a casa os dois homens sujos e molhados procuram pelo jovem filho dos Hölken que Tivadar supostamente achava que estaria morto. Procuraram por algum tempo mas não encontraram o corpo do infante apenas a casa completamente revirada porém sem uma unica mancha de sangue em todo o local.

- Pior Haugen, dissera-me que haveria outro funeral para fazer, mas o que vejo é que toda a sua casa está revirada como se nunca a tivesse arrumado em toda a sua vida. - diz o velho sacerdote observando da porta toda aquela bagunça.




_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

18 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 11:11 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Tivadar quase chegou a demonstrar espanto ao chegar em casa e achá-la toda revirada e ver que o corpo do jovem havia desaparecido.

"O filho mais velho dos Hölken veio até a minha casa, perfurado pelas costas, pedindo ajuda para seus familiares. Quando o garoto caiu morto à minha porta, nada mais havia para ser feito, corri até a casa dos amigos o mais rápido que pude e a cena que encontrei foi a mesma que o senhor, Frei. Agora nem o corpo, nem as minhas coisas estão mais onde estavam quando saí. Não sei dizer ao senhor qual é o motivo de toda essa bagunça, mas sente-se." - diz Tivadar, puxando uma cadeira e colocando-a próxima à lareira. - "Vou ajeitar as coisas e preparar alguma coisa para comermos."

Tivadar, sem dar mais atenção ao frei, começa a agitar seus fortes e longos braços por todos os cantos, arrumando as coisas da exata forma em que estavam antes do garoto bater à sua porta.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

19 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 16, 2011 11:57 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Tivadar em meio a arrumação sente falta de uma caixa que era de seu pai. A caixa era feita de Carvalho, onde era guardada um presente do próprio Barão de Rottenmann, uma adaga com o brasão da família do Barão.

Enquanto observava o anfitrião arrumar a casa Frei Domenico se acomodava na cadeira posta próxima a lareira que apesar de não estar com madeira queimando mas as cinzas ainda emanavam um pouco de calor. Ele colocava os itens que trouxera consigo sobre um tapete rústico a sua frente enquanto pensava, ao observar Tivadar trabalhando, em como iria propor seu plano para o jovem de coração nobre.

Aparentando um pouco de cansaço depois da arrumação e talvez um pouco de frustração por não achar o culpado pelo massacre, Tivadar inicia uma conversa com o frei:
- Frei, acho muito estranho tudo o que aconteceu nesta noite, isso me parece coisa demais para uma noite fria e chuvosa como essa. O que o senhor disse que estava vindo fazer por essas regiões mesmo?

- Bem meu filho eu vinha ao encontro de Sir Mac'Alister, o Cardeal de Paris é um amigo do falecido nobre, que se auto denominava o Príncipe da Gália. O Cardeal me enviou para seguir com ele até a Terra Santa, para abençoar a viagem. - diz Frei Domenico

- Entendo... Essa é realmente uma viagem que precisa de todas as bençãos que puderem ser alcansadas. - Tivadar faz uma pausa reflexiva e continua - Sobre a criança que o senhor disse ter visto correndo para as árvores, como ela se parecia? Me atrevo a pensar se ela estava correndo de medo ou de culpa... - diz desviando o olhar para o chão no momento em que ele pensa numa coisa tão brutal.

Não alheio ao constrangimento do jovem o experiente frei reponde a pergunta de uma maneira mais abrangente sem muitos detalhes:
- Ele não era muito alto, o que então parecia ser bem jovem. Era magro e seus cabelos eram lisos na não muito compridos. A cor de pele e dos cabelos não saberia lhe dizer. Mas ele apesar de estar ferido se movia muito rápido como se não estivesse.

- Entendo... - Tivadar faz uma pausa para colocar mais lenha na fogueira. - O senhor aceita alguma bebida? Chá talvez? Ou prefere comer algo, posso fazer uma sopa caso o senhor sinta fome. Não é prudente que o senhor saia no meio da noite e nessa chuva, vou preparar um local para que o senhor possa passar a noite aqui.

Nesse momento o velho frei acha que é o momento para abordar sua idéia para o jovem que o ciceroneava.
- Pior Haugen... aceitarei de bom grado um caldo grosso para aquecer o corpo e os ossos, apesar de já passar a muito a hora de minha ceia e de acordo com meus votos deveria jejuar até a mais tenra hora do dia. - ele faz uma pausa e olha para Tivadar com seriedade - Sei que poderá estranhar minha proposta mas espero que me entenda no final. Meu jovem, a alguns anos venho sendo uma pedra nas botas dos nobres e do alto clero, pois como Frei Francisco acho que o clero deveria não ostentar riquezas e sim o amor de Cristo aos menos favorecidos. Bem como os nobres deveriam agir tão e somente em prol de seu povo e não por seus interesses mesquinhos. Até alguns meses eu ministrava o curso de filosofia na Universidade de Paris e minhas idéias começaram a atrapalhar os nobres e a igreja local.

O frei faz uma pausa e bebe um pouco da água que trazia consigo e continua com sua apresentação:
- Então como punição me enviaram para seguir com o nobre mais cruel da Gália nas Cruzadas. Um homem pouco conhecido na Europa, cuja sua morte ou desaparecimento não seria sentido nem chorado por ninguém. Este era Sir Mac'Alister. O que eu vou lhe propor é uma forma de mudarmos o estilo de vida dos homens cristãos! Eu lhe proponho que assumas o lugar de Mac'Alister e siga para as Cruzadas. No caminho lhe ensinarei a ler e escrever, filosofia, história, matemática. E você em sua posição seria um nobre que pensaria em usar seu poder e o peso de seu nome para melhor a vida dos camponeses de suas terras.

Com um olhar apreensivo ele continua:
- Vejo que és um homem honrado, mas antes de me responder, peço que pense que a proposta vem de um homem da igreja que se preocupa com os mais humildes e não com a riqueza acumulada dos nobres e da própria instituição que é filiado.

Ainda desconfiado com a revelação do plano do homem da igreja, Tivadar indaga-o:
- Frei, o que me pede me traz muitos problemas. E não é de meu feitio fingir ser outra pessoa. Não tenho um berço nobre, não sei agir como um. Posso até aprender a falar e ter os mesmos conhecimentos que um homem da corte tem, mas o que acontecerá caso sejamos pegos nessa mentira?

Demonstrando que não estava errado no julgamento do nobre ferreiro. Frei Domenico deixa escabar um sorriso de canto de boca e responde ao jovem:
- Não seremos. Mac'Alister era um homem temido por sua crueldade, e se reuniu à cruzada apenas para aumentar sua riqueza. Mas ele seguia viagem com um homem chamado Phillip Gascoigne, conhecido nobre justo e temente a Deus, era o outro cavaleiro que estava morto na cabana. Sua mudança de atitudes pode ser explicada pelo trauma da perda do amigo. Do mais quando retornar da cruzada, terá passado muito tempo e todas as possíveis gafes que cometer poderão ser explicadas por mim. Como um tipo de trauma causado em combate com os infiéis.

Com as suas dúvidas e medos tratados, porém ainda um pouco incomodado com a proposta de que viva uma vida de mentiras, Tivadar se rende ao plano fazendo um pedido ao frei:
- Entendo o seu ponto frei. Se você diz que esse lorde era tão indiferente para as outras pessoas, não vejo problema em seguir esse seu plano. Só tenho um pedido, o senhor pode me ensinar latim? Sempre quis saber ler as palavras que tenho inscritas na minha espada. - ele desembainha a sua espada mostrando os dizeres - Copiei seu ideal e significado da bandeira do lorde das terras onde vivo, meu pai era um grande admirador dele e resolvi homenagear os dois ao mesmo tempo. Acredito que essa tenha sido a melhor espada que já fiz até hoje.

O Frei olha surpreso com o pedido e responde:
- Claro meu filho iniciaremos amanhã seus estudos. Temos ainda um pouco mais de um ano da era de nosso Senhor para a viagem. Teremos muito a trabalhar.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

20 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 17, 2011 11:19 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Verão de 1216

Após 9 meses de estudos diários, onde Tivadar quase nunca ia a vila próxima pois os estudos e treinos ocupavam muito de seu tempo. Sua rotina era durante o dia trabalho na forja para construir as armas que formam solicitadas para a cruzada. A noite estudos de filosofia, latim, alfabetização em alemão, galês, francês e inglês, etiqueta, heráldica e religião. Nos domingos tinha a tarde livre após os estudos religiosos com Frei Domenico. Nessa hora treinava combate com espadas, maças, bastões, lanças e o uso do escudo.

Vistas que recebia já eram raras e em sua maioria dos vizinhos que haviam sido assassinados fato o que devido ao treinamento exaustivo que era imposto pelo frei, a muito não ocupava a mente de Tivadar. Quando numa manhã de um domingo, logo após o estudo religioso. Uma visita inesperada bate a porta de sua casa. Já haviam meses sem ninguém subir até sua casa.

Tivadar e Frei Domenico estavam sentados ao sol, apreciando o calor do verão, tendo uma amistosa discussão sobre o Salmo 23. Quando subtamente uma jovem que aparentava ter seus 16 anos de cabelos logos negros e feições latinas com as vestes sujas e rasgadas, surge correndo entre as árvores que levam para a face leste do monte onde Tivadar vive. Nesta direção a mata é mais fechada e existem nascentes e algumas cavernas. Cavernas as quais algumas vezes Tivadar havia ido em segredo a procura do jovem enquanto o Frei ia até a vila comprar provisões e levar entregas.

- Por favor, senhores... Graças a Deus... me ajudem... Eu imploro. Estou sendo perseguida por dois homens. Eu vinha com meu pai, mãe, irmão e noivo e todos foram mortos por estes homens, numa emboscada na estrada. Meu noivo lutou para me defender e gritou para que eu corresse para as montanhas. Mas sei que ele foi morto, pois ouvi seu grito de dor que precedeu o silêncio. Estes homens estão a dois dias me perseguindo, consegui fugir pois estão feridos e com isso não podem correr para me acompanhar. - diz a jovem entre soluços e lágrimas.

Tivadar se levanta, e olha para a direção de onde a jovem vinha. Com seus olhos acostumados a região ele vê com facilidade dois homens estranhos à região. Vestiam roupas escuras e largas, devido ao maior conhecimento que agora tinha, sabia que eles eram mouros.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

21 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 23, 2011 10:58 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Tivadar se levanta, espantado com a situação. Faz um sinal para que a jovem se aproxime da casa, e se dirige aos homens, usando uma voz um tanto quanto mais ameaçadora que o usual e num volume um tanto quanto mais alto do que geralmente usa.

"O que querem com essa jovem meus caros? Acredito que estão no lugar errado, sugiro que procurem o caminho de casa, devem estar muito longe dela."

Tivadar posiciona a baínha da espada de forma que reflita a luz do sol, para que fique bem à vista dos invasores.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

22 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 23, 2011 11:20 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Os dois homens continuavam se aproximando da casa, quando ouvem as palavras de Tivadar. Eles se entre olham e continuam se aproximando aparentemente ignorando as palavras do homem munido de uma espada e sem armadura.

O experiente frei observa a tudo e resolve então intervir.

- LORD MAC'ALISTER! Estes homens aparentemente não sabem onde estão! Como uma demonstração de sua mudança, poupa-lhes a vida! - diz o frade em voz alta o suficiente para que se faça ouvir por todos.

Os homens param ao ouvir o nome do nobre, a essa altura já estavam fora da floresta e seus rostos já podiam ser vistos. Nos seus olhos pairavam a surpresa e o medo, contrastavam com os passos determinados a acabarem com todos que ali estavam.

Tivadar olhava atentamente as reações dos dois homens já preparado para o combate quando repara que os dois não eram mouros como suspeitava a princípio mas sim homens com características físicas dos países do leste europeu. Olhando atentamente, neles reparou que um dos dois se urinava enquanto o outro ficara imobilizado perante o nome do nobre.

A jovem que passava ao seu lado na direção da casa, não conseguia esconder a surpresa com um pouco de medo ainda. Atônita quer seja pela revelação do frei quer pelo medo da fama do nobre.

Os dois homens largam suas armas no chão, e chorando dizem:

- Por favor milorde, faça como o frade disse... poupe nossas vidas... não mais iremos perseguir a jovem... e se desejar milorde ainda iremos atrás de nosso contratador para que ele tenha o fim que merece... Mas poupe-nos...


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

23 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 24, 2011 9:58 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
"Já falei uma vez e não me ouviram, sumam daqui antes que seja tarde para vocês." - Vocifera Tivadar em um tom ainda mais ameaçador que antes.

Se vira para a jovem com um olhar completamente do que acabara de mostrar aos seus perseguidores. "Minha cara, você está ferida? Deve estar faminta." - Sua preocupação é evidente demais para levantar qualquer suspeita sobre suas reais intenções.

"Frei, vou para dentro preparar algo para essa jovem comer. Você pode ajudá-la, por favor? Vou por a lenha no fogão para aquecer a água para que ela possa tomar um banho."

Tivadar se mete para dentro da cabana sem aguardar resposta de nenhum dos dois.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

24 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qui Mar 24, 2011 11:54 am

AlexBarros

avatar
Admin
Admin
Os dois homens fogem desesperados como como crianças com medo ao ouvirem o intimato do nobre, tamanha era o seu desespero que não ouviram a frase seguinte do nobre.

Ainda com medo a jovem treme ao ouvir o intimato do nobre aos dois homens que a seguiam, seu coração dispara ao reparar que o temível nobre se virava para ela, sua mente a levava ao provável fim que teria. Afinal este era um dos mais temíveis nobres da Europa, sua crueldade rompia fronteiras.

Porém a atitude subseqüente a força passada para os seus perseguidores contradizia tudo o que ela ouvira a seu respeito. Mas um detalhe a fizera ter uma revelação. Neste momento um sorriso em tom de escárnio surge no rosto da jovem.

Frei Domenico passa da satisfação a perplexidade, afinal seu jovem pupilo agira perfeitamente com os dois bandidos. Porém sua atitude de sair para cozinhar e preparar água para a camponesa estragara tudo. A cordialidade de um jovem camponês, é uma nobre virtude para os camponeses, porém é um pecado mortal para os nobres, mesmo para aqueles que mais se preocupavam com camponeses, nunca eles próprios iriam cozinhar, ou se deslocar para uma cozinha para dar alguma ordem. Chamariam a cozinheira ou outro servo fazer tal função.

Frei Domenico olha para a jovem reparando que ela desconfiava de algo se é que já não soubesse o que ali se passava e isso era um problema.

Como o jovem intempestivamente entrara na cabana não havia muito o que fazer...

- Minha jovem, por favor me acompanhe. - diz o frei cordialmente se dirigindo para a cabana - Lá poderemos conversar. Mas recomponha-se! Afinal está com um homem da igreja! Lhe darei agulha e linha para que conserte sua roupa.

A jovem silenciosamente o segue para o interior da cabana.


_________________
---
Aleph Rötgrafen


---
Oficial NWOD
http://wiki.white-wolf.com/worldofdarkness/index.php?title=Main_Page

25 Re: Tivadar Haugen - O Cruzado em Qua Mar 30, 2011 10:29 am

Giovanni

avatar
Admin
Admin
Tivadar percebe a presença de mais duas pessoas passando por dentro da casa enquanto ele, atrás da casa, do lado de fora, ergue em cordas fortes o veado recém-caçado. Em um firme golpe decepa violentamente a cabeça do veado que aguardava ainda passar pelo processo de esfola para ter seu couro retirado. A brutalidade dos golpes seguintes era obviamente superior ao necessário para retirar as patas e abrir o animal para que fosse limpo e preparado.

Tivadar havia escolhido o fundo da casa como abatedouro por privacidade, ele não gostava que os outros o vissem fazendo o que ele considerava um momento de fraqueza. Porém, dessa vez era diferente, o sentimento de indignação pela situação em que vira a jovem o fazia cortar o animal além do necessário, ele sentia algum prazer em poder soltar a energia dessa forma. Sorrisos entremeavam as facadas precisas.

Algum tempo depois, Tivadar já estava à beira da fogueira, esperando que uma grande parte do pernil traseiro do veado ficasse pronto, batatas estavam cozinhando na lareira da casa.


_________________
[]'s
Giovanni
http://darkages.umforum.net

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Tópicos similares

-

» Grande Biblioteca de Lena

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum